• E-mail: comercial@rededigital.com.br | Whatsapp: 11 94195-8400

Novo óculos de realidade aumentada da Intel visa colaboração interativa

625 469 Rodrigo Vedovato

Remote EyeSight deve ser apresentado durante a Intel Developer Forum, conferência para desenvolvedores da companhia

A Intel está desenvolvendo um óculos inteligente de realidade aumentada, que deve ser revelado na Intel Developer Forum (IDF), conferência para desenvolvedores da companhia que será realizada no próximo mês.

Chamado de Remote EyeSight, o dispositivo foi construído ao redor da ideia de colaboração remota e seu foco, inicial, é o mercado corporativo.

Por enquanto, não há maiores informações sobre o produto, mas o dispositivo parece ser um cruzamento entre o HoloLens da Microsoft e o Google Glass.

página da sessão técnica do Remote EyeSight descreve o óculos como um produto que usa as habilidades de vídeo da suíte de colaboração da Intel, a Collaboration Suite for WebRTC, com planos de transformar a experiência de colaboração no escritório.

Apesar de não dar maiores informações sobre o novo produto, um porta-voz da Intel disse que a realidade aumentada e virtual será um grande foco na IDF.

Óculos inteligentes dão uma pista fascinante dentro da estratégia de realidade aumentada da Intel. A modalidade “se funde” com os mundos real e virtual, e pode ser usada para construir objetos 3D, conversar no Skype ou mesmo jogar games 3D onde o mundo real é o pano de fundo, um exemplo bem recente é o Pokémon Go.

A Intel já vende óculos inteligentes. O modelo Recon Jet de US$ 499 (foto que ilustra a matéria) mostra a atletas dados como mapas GPS, sua velocidade, a distância viajada, duração de seus treinos e batimento cardíaco. Mas o produto, apesar de inteligente, não se trata de uma solução em realidade virtual ou aumentada.

Por que isso importa

A Intel conta com alguns produtos de realidade aumentada e virtual, mas ainda não conta com uma estratégia alinhada para o mercado.

Muitos dos conceitos de realidade virtual e aumentada da Intel giram em torno da sua câmera RealSense 3D, que até então não se provou popular. Um smartphone da Intel compatível com a plataforma de realidade aumentada do Google, a Tango, foi lançado para venda durante a CES 2016, mas foi descontinuado.

Ainda não está claro como a Intel vai entregar sua visão da AR e VR durante a conferência IDF. O que sabemos é que cada vez mais a companhia aumenta seus esforços no setor ao também comprar pequenas companhias dedicadas às tecnologias em questão. Uma delas é a Replay Technologies, que desenvolve tecnologia para tornar interativas as reprises de jogos esportivos.

A Intel vê que essa aquisição ajuda sua divisão para servidores, uma vez que centenas de gigabytes de dados são gerados a cada minuto através de replays interativos. O processamento back-end se dá no data center e os chips Xeon da Intel dominam o mercado de servidores.

Fonte: IDGNOW
http://idgnow.com.br/internet/2016/07/26/novo-oculos-de-realidade-aumentada-da-intel-visa-colaboracao-interativa/

WhatsApp chat